Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Presidente da Câmara Municipal propõe descida do IMI

Plano de Atividades e Orçamento do Município de Cabeceiras de Basto para o ano de 2014

9 de dezembro de 2013
Lavora tradicional
Está em fase de conclusão a elaboração do Plano de Atividades e Orçamento do Município de Cabeceiras de Basto para o ano de 2014. Neste período de crise e tendo em conta a situação económica e financeira em que vivem as famílias portuguesas e nomeadamente as famílias de Cabeceiras de Basto, o presidente da Câmara Municipal, Dr. China Pereira, vai propor a descida da Taxa de IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis) para 0,34%.
Esta medida de alcance social revela a grande preocupação que a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto tem para com as pessoas desta terra, onde, apesar de ser uma localidade do interior, os seus cidadãos lutam de forma determinada e abnegada para criar riqueza e contrariar a tendência negativa que se vive no país.

Espera-se que com esta medida e outras de âmbito social, a incluir no Plano de Atividades e Orçamento, estejamos a contribuir para o bem-estar das populações de Cabeceiras de Basto. Neste sentido assumem relevo o apoio dado, através dos serviços do Município, aos desempregados de longa duração no desempenho de várias tarefas em diversos setores da atividade municipal, bem como os estágios profissionais para jovens com a qualificação adequada, tendo em vista a sua futura inserção no mercado de trabalho. Para a concretização desta medida, a Câmara Municipal deverá inscrever uma verba de 530 mil euros no próximo Orçamento.

Também em 2014, o Município de Cabeceiras de Basto propõe-se apoiar as famílias no prolongamento dos horários dos seus educandos que frequentam os jardins de infância e que se traduz num investimento que ascenderá a 90 mil euros.

A prestação de serviços e a realização de iniciativas na prevenção da saúde e no apoio social destinados às camadas mais vulneráveis da população, nomeadamente os idosos, bem como a dinamização da Rede Social – que tem como objetivo aproximar as instituições e criar respostas integradas – são ações que deverão ser desenvolvidas também pela Basto Vida, com uma dotação orçamental estimada em 350 mil euros.

Destacam-se, a este propósito, outros serviços e programas de proximidade e apoio aos munícipes, tais como, a dinamização do Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão (PMAC), dos Espaços de Convívio e Lazer (ECL’s) que contam já com mais de 500 utentes inscritos, dos Medicamentos Sociais que beneficiam mais de 50 famílias, dos Livros Sociais e Férias Ativas destinados a apoiar os agregados familiares, assim como o desenvolvimento de iniciativas, designadamente a Lavoura Tradicional e o ‘Convívio Mais Vida’, que pretendem combater o isolamento e a exclusão social e fomentar o convívio intergeracional.

A par destas medidas sociais será igualmente considerado o apoio do Município à Comissão Municipal de Proteção de Pessoas Idosas, à Comissão de Proteção de Crianças e Jovens e ao Banco Local de Voluntariado de Cabeceiras de Basto.

Adicionar comentário

Scroll