Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Câmara disponibiliza instalações do Centro Hípico à Escola Profissional de Fermil

Deliberações da última reunião do executivo municipal

22 de novembro de 2013
Câmara Municipal disponibiliza instalações do Centro Hípico à Escola Profissional de Fermil
Sob a presidência do Dr. Serafim China Pereira, reuniu hoje, dia 22 de novembro, no edifício dos Paços do Concelho, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto. Dos assuntos tratados, destaque para a decisão do executivo municipal em estabelecer um protocolo de colaboração com a Escola Profissional de Fermil, Celorico de Basto, tendo em vista a disponibilização das instalações do Centro Hípico de Cabeceiras de Basto.
Trata-se de uma parceria que vai permitir a utilização deste equipamento municipal para o desenvolvimento de aulas no âmbito do Curso Técnico de Gestão Equina deste estabelecimento de ensino.

Recorde-se que a Escola Profissional Agrícola de Fermil de Basto foi criada em 1992, para servir a Região de Basto, disponibilizando aos quatro municípios - Celorico de Basto, Mondim de Basto, Cabeceiras de Basto e Ribeira de Pena - diversas respostas educativas e formativas.

Com a assinatura do presente protocolo, que disponibiliza a utilização das instalações deste equipamento municipal, a Câmara está a contribuir e a possibilitar o ensino da atividade equestre junto dos jovens de Basto, bem como, a contribuir para a dinamização e a promoção do Centro Hípico, equipamento destinado ao desporto, ao lazer, à formação e ao turismo, que abriu ao público em 2006 e que pode ser utilizado não só pela população Cabeceirense mas também, pelos adeptos da equitação em geral.

Trata-se por isso, de um equipamento público, único na região, que dispõe de um picadeiro interior para ensino e treino de volteio, um campo de saltos com obstáculos e instalações para o tratador, instalações sanitárias, balneários e quinze boxes destinadas a acolher vários equídeos, sejam de raça garrana ou lusitana.

O Centro Hípico dispõe ainda de um bar de apoio e um restaurante, tendo ótimas condições para a realização de atividades e multifunções, tão diversas como a escola de equitação, desbaste e ensino de cavalos, alojamento, estágios, eventos equestres, provas e iniciativas culturais que certamente contribuirão para a promoção do turismo no concelho. Este investimento veio assim, colmatar uma pretensão antiga de grande parte da população, onde a tradição equina permanece ainda muito arreigada e que desde a sua construção se apresenta como um importante equipamento para o desenvolvimento desta terra de Basto, que alia história, tradição e inovação, reunindo por isso, condições para se transformar num dos espaços turísticos mais completos e atrativos da região. De referir ainda, que a assinatura deste protocolo considerado de interesse público irá certamente, nos próximos dois anos, contribuir para potenciar e promover o Centro Hípico na região.

Nesta reunião, o executivo municipal decidiu igualmente atribuir um apoio financeiro no valor de 1.200 euros à centenária Banda Cabeceirense tendo em vista ajudar a custear as despesas inerentes à sua participação no desfile Nacional de Bandas Filarmónicas, a ter lugar no próximo dia 1 de Dezembro, em Lisboa. De referir que a prestigiada filarmónica irá representar o Município de Cabeceiras de Basto e o distrito de Braga nesta iniciativa integrada nas Comemorações do 1º de Dezembro.

O executivo tomou ainda conhecimento que a Assembleia Municipal, na sessão extraordinária realizada no passado dia 8 de novembro, na sequência da aprovação do Relatório e Prestação de Contas Intercalares referente ao período de 1 de janeiro a 30 de setembro de 2013, deliberou, por unanimidade, aprovar uma proposta do Presidente e membros da Assembleia Municipal eleitos pelo PS, de recomendação à Câmara Municipal para realizar uma auditoria à atividade do executivo municipal dos dois últimos mandatos, nomeadamente, de 2005 a 2009 e de 2009 a 2013, inclusive.

Esta auditoria recomendada pela Assembleia Municipal foi, hoje, aprovada por unanimidade pelo executivo municipal.

Por fim, foi aprovado o Regulamento do Concurso de Maquetes de Natal, iniciativa que a Câmara Municipal vai promover junto dos alunos do 1º ciclo e dos Jardins de Infância, tendo em vista estimular a criatividade e a imaginação das crianças do concelho.
 

Adicionar comentário

Scroll