Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Novo Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto tomou posse

«O exercício do cargo de presidente de Câmara só tem sentido como serviço à comunidade e às pessoas»

23 de outubro de 2013
Tomada de Posse do Dr. China Pereira
O novo Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto tomou posse no dia 21 de outubro, no auditório da Casa da Juventude, Associativismo, Artes, Ofícios e Gerações, perante centenas de pessoas.
Depois da chamada dos eleitos para a assinatura do auto de posse, primeiro dos membros da Assembleia Municipal e depois dos membros da Câmara Municipal, conduziu os trabalhos o Eng. Joaquim Barreto, enquanto primeiro eleito da lista vencedora à Assembleia Municipal para a primeira reunião deste órgão.

Depois de apresentadas duas listas – uma do Partido Socialista (PS) e outra do movimento Independentes por Cabeceiras (IPC) – seguiu-se a eleição da Mesa da Assembleia Municipal, cuja lista mais votada foi a lista do PS com 20 votos, contra 11 votos arrecadados pela lista do movimento IPC. Foi apurado ainda um voto branco.

Assim sendo, acompanham Joaquim Barreto na Mesa da Assembleia Municipal, como 1º e 2º secretários, Mário Machado e Augusta Cristina Dias.

Na Câmara Municipal, o Socialista Serafim China Pereira tem a seu lado os vereadores Francisco Alves e Isabel Coutinho, enquanto na oposição, pelo movimento IPC, estão Jorge Machado, Paula Carvalho e Hélder Vaz, e pelo PPD-PSD/CDS-PP Mário Leite.

“Exercer este cargo foi motivo de muito orgulho, de grande satisfação e honra”


Na sua intervenção, o eleito presidente da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, Eng. Joaquim Barreto, começou por saudar e agradecer aos cabeceirenses que exerceram o seu direito cívico e de cidadania com a participação democrática nas eleições que decorreram no passado dia 29 de setembro, saudando também todos os candidatos às autarquias e todos os autarcas eleitos.

“Servi o concelho de Cabeceiras de Basto, durante quase 20 anos, com grande entrega e muita dedicação, trabalho, seriedade, lealdade institucional e lealdade pessoal, no cumprimento da lei e na defesa do interesse público”, realçou Joaquim Barreto, afirmando que “exercer este cargo foi motivo de muito orgulho, de grande satisfação e honra”.

Referindo-se aos últimos 20 anos de “rigor e transparência na gestão orçamental e financeira”, o agora eleito presidente da Assembleia Municipal enumerou as obras e iniciativas mais emblemáticas, transversais a todos os setores de atividade, e executadas em todas as freguesias do concelho de Cabeceiras de Basto.

Nas suas palavras, Joaquim Barreto felicitou o novo presidente da Câmara Municipal, certificando que “China Pereira é o homem certo para desempenhar as nobres e elevadas funções de presidente de Câmara”.

No momento em que termina o seu 5º mandato, Joaquim Barreto deixou palavras de agradecimento aos vereadores, restantes autarcas e membros da Assembleia Municipal pelo seu contributo e colaboração, sem esquecer todos os colaboradores do Município, que contribuíram “com o seu trabalho” para a melhoria da qualidade de vida e do bem-estar dos Cabeceirenses.

“O exercício do cargo de presidente de Câmara só tem sentido como serviço à comunidade e às pessoas”

O presidente da Câmara empossado, Dr. China Pereira, também saudou, “de forma muito especial” todos os eleitos para os órgãos autárquicos do concelho, cumprimentando “de forma amiga” os eleitos do Partido Socialista, com quem disse “partilhar sonhos, valores, objetivos e planos de trabalho”.

“É uma grande honra e uma grande responsabilidade assumir a presidência da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, por vontade expressa dos meus conterrâneos”, destacou China Pereira, para quem “o exercício do cargo de presidente de Câmara só tem sentido como serviço à comunidade e às pessoas”.

Referindo-se a Joaquim Barreto como “um exemplo do que deve ser um presidente de Câmara”, China Pereira confirmou “serei o Presidente dos Cabeceirenses com determinação e muito trabalho”.

Assumindo os próximos 4 anos como “um mandato de continuidade”, o novo presidente da Câmara justificou: “ser de continuidade não significa que seja de repetição ou de inércia. Bem pelo contrário, nós queremos fazer mais e fazer melhor pela nossa terra”.

Falando para uma multidão de gente que se deslocou ao auditório da Casa da Juventude, China Pereira apontou como “três” as dimensões do trabalho a desenvolver à frente dos destinos da Câmara Municipal.
No que se refere à gestão da Câmara Municipal, o presidente da Câmara referiu: “queremos apostar numa governação local rigorosa, responsável, séria, moderna e inovadora” e que “continue virada para as pessoas e para as instituições que pretendemos continuar a ter como parceiros para o desenvolvimento do nosso projeto de promoção da qualidade de vida e bem-estar das populações”.

No que toca ao desenvolvimento sustentado e humano, China Pereira pretende que a Câmara Municipal “continue a ser o motor do desenvolvimento de Cabeceiras de Basto, captando empresas e emprego, criando as condições materiais e imateriais de modernidade e qualidade de vida”.

No próximo ano será dada especial atenção às comemorações dos 500 anos do Foral Manuelino, “como forma de divulgar e afirmar a nossa história”.

É também intuito de China Pereira continuar a divulgar e a promover os equipamentos criados nos últimos anos, alguns deles pioneiros na oferta pública nas autarquias locais.

A aposta passará, também, pela construção de obras e infraestruturas necessárias para que Cabeceiras de Basto continue na senda da modernidade, garantindo simultaneamente a qualidade ambiental, a preservação da nossa identidade, da nossa história, da nossa cultura e da nossa memória.

Na sua intervenção, China Pereira revelou que nos próximos anos serão desenvolvidos estudos para que, se tal se vier a revelar possível, se apresente uma candidatura do Mosteiro e da área envolvente a Património Cultural da Humanidade da UNESCO.

“Este poderá ser um projeto que reforçará a nossa centralidade e desenvolverá o turismo como antes nunca aconteceu”, salientou o autarca, traçando também como objetivo “a aposta na educação e na requalificação do fator humano” que é “o caminho mais seguro do desenvolvimento sustentado”.

A coesão social é, por sua vez, a terceira dimensão do trabalho a desenvolver à frente dos destinos da Câmara Municipal.

Pugnando por “um concelho com coesão social e económica”, China Pereira criticou as recentes políticas adotadas pelo Governo que estão a “aumentar as diferenças sociais”. Lamentando “a preocupação única com os resultados financeiros, ignorando e esquecendo os seres humanos e reduzindo-os quase só a números”, China Pereira garantiu que “a Câmara Municipal continuará a fazer o contrário” pois aquela é uma “política sem valores e sem princípios”.

Por fim, o agora eleito presidente da Câmara manifestou vontade em “construir uma terra com, ainda mais, justiça social, com gente ativa, justa e solidária”. E vincou: “estamos dispostos a trabalhar com coragem, humildade e determinação. Conto com todos. Todos somos precisos para defender os interesses de Cabeceiras de Basto e dos Cabeceirenses”.

Refira-se que nesta cerimónia de tomada de posse marcaram presença os presidentes das Câmaras Municipais de Mondim de Basto e Montalegre, os presidentes das Assembleias Municipais de Guimarães, Ribeira de Pena e Mondim de Basto e demais autarcas, Vieira da Silva e outros deputados da Assembleia da República, o presidente da Federação Distrital de Braga do PS, autoridades civis e militares, dirigentes associativos, representantes de várias entidades concelhias e de localidades vizinhas, entre outros convidados e população em geral.

Adicionar comentário

Scroll