Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

«Mercadinho dos Sabores e dos Saberes» regressa amanhã ao Museu

Produtores vão apresentar e comercalizar produtos cultivados

2 de agosto de 2013
«Mercadinho dos Sabores e dos Saberes»
Em Cabeceiras de Basto, um concelho predominantemente rural, marcado por paisagens naturais e ricos cursos de água, as pessoas continuam a cultivar a terra, produzindo frutas e legumes destinados ao consumo caseiro e assim mantendo os sabores e os produtos de outras épocas.
Amanhã, sábado, dia 03 de agosto, da parte da tarde, entre as 14h30 e as 17h30, o Museu das Terras de Basto organiza, no Núcleo Ferroviário de Arco de Baúlhe, mais uma edição do Mercadinho dos Sabores e dos Saberes.

Trata-se de uma iniciativa que pretende ser uma mostra dos produtos locais da época, onde diversos produtores vão apresentar e comercalizar os excedentes dos produtos cultivados, naquele espaço cultural concelhio.

Nesse dia, quem visitar o Núcleo Ferroviário de Arco de Baúlhe, vai ter a possibilidade de degustar, ver e comprar os produtos que a terra dá nesta época do ano.

À venda estarão legumes de diversas qualidades, fruta, mel, ovos, vinho, licores, entre outros…
Não faltará o pão com chouriço, bem como os doces de romaria – cavacas, rosquilhos e rebuçados.
Haverá também exposição e venda de produtos em lã feitos pelas mulheres de Bucos.

Em visita organizada ou individualmente, visite este Núcleo Museológico do Arco de Baúlhe e conheça o que a terra tem de melhor. A entrada é gratuita.

Ao promover este tipo de iniciativas, a Câmara Municipal pretende apoiar os agricultores/produtores locais a comercializarem os seus produtos, ao mesmo tempo que procura incentivar à produção dos mesmos e à prática de usos e costumes tradicionais, que aliados à inovação, apresentam produtos diferenciadores de grande qualidade e genuinidade.

Por outro lado, está a contribuir também para a preservação e divulgação de receitas antigas que trasitaram ao longo dos anos de geraçao em geração, de que são exemplo os doces de romaria, entre outros artigos/produtos que carregam com eles todo um legado cultural e artístico importante que integra o património imaterial concelhio que é necessário promover e divulgar.

Adicionar comentário

Scroll