Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Maria do Rosário Gama defendeu direitos dos pensionistas em Cabeceiras de Basto

Câmara promoveu conferência intitulada «Os direitos dos pensionistas: ontem, hoje e amanhã»

11 de junho de 2013
C0nferencia pensionistas em Cabeceiras de Basto
“Estamos a ser violentamente maltratados pelas medidas do orçamento de Estado e nós temos o direito a ser respeitados e às nossas pensões”. A afirmação é da presidente da Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados (APRe!), Dra. Maria do Rosário Gama, que no dia 8 de junho, esteve em Cabeceiras de Basto a debater os direitos dos pensionistas.
A conferência intitulada ‘Os direitos dos pensionistas: ontem, hoje e amanhã’ foi promovida pela Câmara Municipal e juntou centenas de pessoas no Auditório Municipal Ilídio Santos. À iniciativa associaram-se os presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal, Eng. Joaquim Barreto e Dr. China Pereira, assim como o presidente da Junta de Freguesia de Refojos, Francisco Alves, entre outros autarcas, reformados e público em geral.

Coube ao presidente da Câmara Municipal apresentar a oradora – professora reformada – e dar as boas-vindas a todos os presentes.

Na sua intervenção, o autarca Joaquim Barreto salientou a importância da organização de conferências transversais a toda a sociedade, na procura do bem-estar de toda a população.

O edil regozijou-se com a participação do número público – reformados de diversos setores de atividade – falando aos presentes das medidas implementadas pelo Município em prol da melhoria da qualidade de vida dos cabeceirenses, sobretudo dos seniores do concelho. E, como exemplo, destacou a criação da Cooperativa Basto Vida, do Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão, do Programa Medicamentos Sociais e da Comissão Municipal de Proteção de Pessoas Idosas que visa combater o isolamento e a solidão a que os menos jovens estão votados.

Dando os parabéns à presidente da APRe! “por ter tido coragem e não ter baixado os braços na defesa dos direitos dos aposentados”, Joaquim Barreto assegurou: “estamos a atentos aos problemas e às preocupações dos reformados. Precisamos de um país mais justo e solidário”, terminou.

Depois de explicar à plateia as razões que motivaram a criação da Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados – APRe!, a presidente justificou que em Portugal “faltava uma associação que se dedicasse à defesa dos direitos dos reformados” e que, por isso, foi criada a APRe! Como forma de dizer “Irra! Basta! Não queremos mais ataques!”

Rosário Gama falou, ainda, das ações implementadas pela associação no terreno em várias frentes – jurídica, política e até na comunicação social – como forma de luta pelo “direito a uma vida digna, à saúde, à habitação…”. E lamentou: “mais de um milhão de aposentados têm reformas miseráveis, abaixo dos 300 euros. Estamos a ser alvo de uma austeridade avassaladora que não nos levará a lado nenhum. Descontámos toda a vida e temos direito às nossas pensões”, disse.

Nas suas palavras, Rosário Gama elogiou a atitude e o empenho da Câmara Municipal na defesa dos interesses dos idosos, realçando: “Cabeceiras de Basto é uma vila amiga dos seus seniores”.
No final da sua intervenção, a oradora desafiou a plateia a associar-se à iniciativa que vai ter lugar amanhã, dia 10 de junho, e que tem como objetivo “pintar Portugal de preto… colocando panos pretos nas janelas”.
O debate sobre os direitos dos pensionistas foi muito participado com a plateia a mostrar a sua indignação quanto aos cortes cegos do Governo e contra as suas políticas de austeridade.

A finalizar a sessão, o presidente da Assembleia Municipal, Dr. China Pereira, felicitou a Câmara Municipal pela organização deste debate, assim como as ações implementadas no terreno em prol da defesa e valorização dos idosos do concelho.

“É tempo de dizer basta”, exclamou China Pereira, lamentando a situação em que vivem alguns reformados, com pensões deploráveis. E declarou: “o Estado tem uma dívida de gratidão para com todos aqueles que ajudaram a construir e a desenvolver o país”.

O presidente da Assembleia Municipal terminou, assegurando que “Portugal precisa de pessoas como a Dra. Maria do Rosário Gama, que lutem pelos direitos dos cidadãos de uma forma tão dedicada e empenhada”.


Adicionar comentário

Scroll