Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Basto em Ação vence Concurso de Cantigas da Liberdade

Dos 28 grupos participantes, 12 estiveram no concurso e 16 no encontro

24 de abril de 2013
Basto em Ação vence Concurso de Cantigas da Liberdade
O Pavilhão Gimnodesportivo de Cavez acolheu no dia 21 de abril, a 13ª edição do Encontro/Concurso de Cantigas da Liberdade, uma iniciativa que contou com a participação de 28 grupos em representação de outras tantas coletividades, que celebraram o 25 de Abril com a interpretação de temas musicais alusivos à Revolução dos Cravos, alguns deles inéditos, que proporcionaram uma jornada intergeracional e de salutar convívio.
A grande vencedora da tarde foi a Associação ‘Basto em Ação’, que levou para casa o primeiro prémio do concurso. A Fábrica da Igreja de S. Martinho do Arco de Baúlhe classificou-se em segundo lugar e a Universidade Sénior de Cabeceiras de Basto (Uscab) em terceiro lugar.

De referir que dos 28 grupos, 12 participaram no concurso e 16 no encontro.

De lenço vermelho ao pescoço, cravos na mão e ao peito, jovens e menos jovens deram voz aos ideais de abril, cantando a liberdade, a igualdade e a solidariedade, contra as armas, a opressão e a ditadura.
Depois de fazer uma reflexão sobre as melodias cantadas em palco, o presidente da Câmara Municipal, Eng. Joaquim Barreto, enalteceu a presença de todos, mostrando-se “feliz por estar em Cavez a celebrar os valores de Abril”.

Congratulando-se pela grande adesão de grupos participantes, que levaram ao palco 400 pessoas, o autarca reafirmou: “queremos continuar a celebrar os valores de Abril, sendo sérios e cumprindo com o que prometemos”.

E realçou: “nós levamos o 25 de Abril às freguesias, concretizando obras e equipamentos, prestando apoio às crianças e proporcionando momentos de convívio e bem-estar aos idosos. É com atos concretos que comemoramos o 25 de Abril”, finalizou.

Depois de felicitar a iniciativa e os seus organizadores, o presidente da Assembleia Municipal, Dr. China Pereira, afirmou que “a grande conquista do 25 de Abril é o poder autárquico”, prestando “justiça à Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, às Juntas de Freguesia e a todas as pessoas que estiveram envolvidas no poder autárquico e que ajudaram a transformar o nosso concelho”.

E dirigindo-se a Joaquim Barreto disse: “Cabeceiras está-lhe grato” e “certamente que o seu nome ficará para sempre ligado à história do concelho”.

Desafiando o público a recordar os valores de Abril, China Pereira garantiu: “só assim conseguiremos desenvolver o nosso concelho e construir uma sociedade mais justa, onde todos tenhamos orgulho de viver”.


Adicionar comentário

Scroll