Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Esclarecimento sobre compostagem e boas práticas ambientais

Semana da Floresta e da Primavera assinalada em Cabeceiras de Basto

13 de março de 2013
Cabeceirenses sensibilizados para a importância da compostagem e das boas práticas ambientais
A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto promoveu no dia 12 de março, uma sessão de esclarecimento intitulada ‘Compostar – outra forma de reciclar’, uma iniciativa que contou com o apoio da Resinorte SA e que teve como destinatários a população em geral e as famílias que possuem habitações dotadas de jardins ou quintal em particular.
Coube à técnica da Resinorte, Ana Silva, explicar aos presentes a importância do projeto, assim como sensibilizar os presentes para as vantagens da utilização da compostagem. No final, 13 pessoas levaram o compostor para casa mostrando que “são amigas do ambiente” e que valorizam este projeto piloto.

Esta campanha destinada à valorização de resíduos biodegradáveis que a Resinorte se encontra-se a desenvolver no âmbito deste projeto ‘Compostar – outra forma de reciclar’, conta com o apoio da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e permitirá entregar ainda outros compostores aos agregados familiares que assim o desejarem, sendo para tal necessário fazer uma inscrição prévia.

De referir que a compostagem doméstica é um processo simples de ‘reciclagem’ de matéria orgânica, através do qual são depositados no compostor restos de comida e resíduos das hortas e jardins, transformando os resíduos biodegradáveis em fertilizante natural, rico em nutrientes, a que se chama composto. O composto produzido que pode ser aplicado em vasos, sementeiras, hortas e jardins, sendo um fertilizante de elevada qualidade que vai melhorar as características do solo contribuindo para a diminuição de fertilizantes sintéticos e de água utilizados.

Ao dinamizar esta iniciativa, incentivando a população a fazer a separação e a valorização dos seus resíduos orgânicos, a Resinorte, em colaboração com a Câmara de Cabeceiras de Basto e as Juntas de Freguesia, pretende diminuir os resíduos urbanos biodegradáveis encaminhados para o aterro sanitário e assim promover a utilização de um fertilizante natural de grande qualidade e muito mais benéfico para as plantas e para o ambiente.

Esta manhã, Mariana Alves da Resinorte sensibilizou os alunos do 1º Ciclo do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto para as boas práticas ambientais, uma sessão que decorreu no Auditório Municipal Ilídio dos Santos.

Para além de explicar às crianças a importância da separação do lixo nos diferentes ecopontos, Mariana Alves explicou ainda às crianças o que são os aterros e o biogás, garantindo que todas as embalagens, frascos e garrafas que vão para os ecopontos “têm um final feliz”.

No final, a técnica da Resinorte desafiou os mais novos “a serem os melhores a separar” o lixo.
Refira-se que estas atividades de sensibilização inserem-se no âmbito do programa da Semana da Floresta e da Primavera que decorre em Cabeceiras de Basto até ao próximo dia 18 de março.

Ao longo de toda a semana serão promovidas diversas ações de caráter ambiental em vários locais, com destaque para a limpeza, retancha e poda de árvores nos ‘Parques Florestais – Floresta Verde’ em Chacim, Refojos, e em Vila Nune, uma iniciativa associada ao Movimento Plantar Portugal.

Será ainda promovido um peddy paper e caça ao tesouro, no Centro de Educação Ambiental, iniciativas que contam com a participação do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto e do Externato de S. Miguel de Refojos.

Paralelamente, na Praça da República realizam-se as ações ‘Plantar uma Ideia’ pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto; oficinas criativas, pelos alunos dos cursos profissionais do Externato de S. Miguel de Refojos (experiências, teatro, jogos tradicionais e expressão plástica); a exposição de espantalhos “Os Vigilantes silenciosos”; ateliês de música, dança e expressão plástica; atividades desportivas e ainda visitas guiadas ‘Este espaço também é teu!’

De salientar que a Semana da Floresta e da Primavera é uma organização da Câmara Municipal, empresa municipal Emunibasto, Régie Cooperativa Basto Vida, Associação Mútua de Basto/Norte, que contam com o apoio do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, do Externato de S. Miguel de Refojos, da Cooperativa Terra+Verde, da Confederação de Agricultores de Portugal e da Associação Encanto Radical.

O programa encerra na próxima segunda-feira, dia 18 de março.


Adicionar comentário

Scroll