Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Órgãos Sociais da Cooperativa Terra+Verde tomaram posse

Cooperativa é um projeto ambicioso para dinamizar a economia local e regional, a partir dos recurso florestais

9 de fevereiro de 2013
Órgãos Sociais da Cooperativa Terra+Verde tomaram posse
Tomaram posse esta tarde os Órgãos Sociais da Cooperativa Terra+Verde. A Régie Cooperativa Terra+Verde – Gestão Integrada da Floresta é uma Cooperativa de Interesse Público e Responsabilidade Limitada, constituída em março de 2008, com o objeto social de criar, gerir e prestar serviços de apoio ao desenvolvimento da floresta e seu uso múltiplo.
Tem também como objectivos fomentar e incentivar a produção florestal; gerir e explorar áreas e equipamentos públicos ou privados; promover formação específica para todos os agentes envolvidos na atividade florestal; incentivar o espírito de preservação da floresta; promover o associativismo e responsabilização florestal; promover o planeamento, ordenamento, povoamento e repovoamento florestal; fomentar a empresarialização de bens e serviços gerados na floresta e promover e efetuar a venda de produtos.

Os órgãos Sociais são constituídos por: Assembleia Geral - Presidente: Engº Joaquim Barreto - presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e em representação desta; Vice-Presidente: José Dias, presidente do Conselho Diretivo de Baldios de Refojos de Basto; Direção – presidente: Eng.º Luís Filipe Lopes – Eng.º Florestal e Professor Universitário, em representação da Mútua de Basto/Norte; Tesoureiro: Drª Cristina Sanches – presidente da Rural Basto e em representação da Câmara Municipal; Secretário: Eng.º Moisés Saldanha – empresário; Conselho Fiscal – Presidente: Prof. Manuel Carvalho – presidente do Conselho Diretivo de Baldios de Arosa, em representação da Emunibasto; 1º Vogal: Dr. Vítor Carvalho, representante da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Cabeceirenses; 2º Vogal: Dr. Manuel Oliveira representante da Câmara Municipal.

Na oportunidade, o empossado presidente da Assembleia-geral, Engº Joaquim Barreto, também presidente da Câmara Municipal, agradeceu a disponibilidade de todos para integrar esta cooperativa na qual deposita grande entusiasmo e esperança por se tratar de um projeto ambicioso que pretende tirar partido da floresta e do seu uso múltiplo para dinamizar a economia local e regional, a partir deste recurso endógeno.

Depois de realçar a importância do associativismo e do trabalho em parceria, de que são exemplos de sucesso a Mútua de Basto/Norte, a Rural Basto, a Cabasto, entre outros, Joaquim Barreto, fez um pequeno historial acerca do processo de criação da Cooperativa Terra+Verde, incentivando os agora empossados diretores a começarem, desde já, a trabalhar no terreno para aproveitar os recursos financeiro disponibilizados pelos fundos comunitários para este setor.

Adicionar comentário

Scroll