Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

«O Minho nas mãos das Mulheres de Bucos» é tema de conferência na Casa da Lã

Iniciativa realiza-se no dia 25 de junho com transmissão online

11 de junho de 2021
«O Minho nas mãos das Mulheres de Bucos» é tema de conferência na Casa da Lã
O Consórcio Minho Inovação, que integra as três Comunidades Intermunicipais do Alto Minho, Cávado e Ave, promove mais uma vez no próximo dia 25 de junho, em Cabeceiras de Basto, o Ciclo de Conferências “Estórias do Minho – Narrativas no Feminino de uma Geografia Identitária” no âmbito do projeto âncora “PA2. Touring Cultural – Identidade Cultural do Minho”, cofinanciado pelo Norte 2020.
A 10.ª conferência, a realizar na Casa da Lã, em Bucos, freguesia do Concelho de Cabeceiras de Basto com forte tradição neste trabalho da lã, pelas 17h30, proferida pela investigadora Isabel Maria Fernandes com o título O Minho nas mãos das Mulheres de Bucos, pretende realçar o importante trabalho das Mulheres de Bucos que ainda hoje continuam a usar as mãos para preparar a lã e para tecer as belas peças que encantam quem as vê. Herdaram o saber fazer das suas mães e avós e são a memória viva de um tempo que não volta mais. Hoje as peças que fazem são diferentes, tem outras funções, mas a arte de as fazer continua a mesma.

A conferência e mesa redonda irá contar com a participação de um reputado painel de investigadoras, constituído por Isabel Maria Fernandes, investigadora e Diretora do Museu Alberto Sampaio, Paço dos Duques de Bragança e Castelo de Guimarães; Helena Chaves, Diretora do Instituto de Emprego e Formação Profissional do Médio Ave e Helena Cardoso, estilista e designer com especialidade na arte têxtil tradicional portuguesa. Será moderada por Maria Amélia Ribeiro de Carvalho, docente na Universidade do Minho e transmitida on-line através da página de facebook do município...

De referir que a Casa da Lã é um núcleo museológico do Museu das Terras de Basto, equipamento cultural do Município de Cabeceiras de Basto, que se apresenta como um espaço cultural vivo, uma vez que tem em permanência as Mulheres de Bucos a trabalhar a lã em processos que conjugam a tradição à modernidade.

No final, haverá ainda um momento musical, Cantares da Terra das Mulheres de Bucos, protagonizado precisamente por estas mesmas mulheres, uma visita à Casa da Lã e à exposição As Vinhas, da autoria de Helena Cardoso, podendo desta forma apreciar este extraordinário trabalho e saberes ancestrais.

Neste Ciclo de Conferências que percorrerá os 24 municípios do Minho, pretende-se valorizar um olhar inovador sobre a herança cultural do Minho rememorada no feminino, enquanto sociedade de forte tradição matriarcal, propiciando uma narrativa congregadora de saberes e valores identitários que importam estudar, conhecer, cuidar, preservar, valorizar e divulgar.

Para estas conferências são convidadas personalidades académicas com trabalho de investigação de grande relevo na área em análise – Identidade Cultural do Minho. A organização pretende, além de fornecer aos participantes os conteúdos sobre os temas propostos, promover uma experiência identitária do território, através da dinamização de um momento cultural relacionado com cada uma das conferências.

A participação nestas sessões é gratuita, contudo e considerando as regras de ocupação da Casa da Lã, em Bucos, por razões de segurança sanitária, solicitamos que, na possibilidade de participação, a inscrição seja efetuada através do site ww.minhoin.com de forma a procedermos à respetiva reserva. As inscrições são limitadas assegurando as recomendações e regras da DGS (orientação 028/DGS) na prevenção do Covid_19.

Adicionar comentário

Scroll