Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Câmara Municipal designou Francisco Alves para secretário da Probasto

Deliberações da última reunião do Executivo

15 de fevereiro de 2021
Câmara Municipal designou Francisco Alves para secretário da Probasto
Na sequência da aceitação do cargo de Secretário da Direção da Probasto por parte da Câmara Municipal, deliberada pelo Executivo na sua reunião do passado dia 12 de fevereiro, realizou-se dia 15 de fevereiro, a eleição do presidente, Francisco Alves, enquanto membro efetivo, para o cargo de secretário da direção da PROBASTO e, como membro substituto naquele cargo, o vice-presidente, Mário Machado.
De referir que no passado dia 25 de janeiro teve lugar a reunião da Assembleia Geral da PROBASTO – Associação de Desenvolvimento Rural de Basto, durante a qual foram eleitos os novos órgãos dirigentes para o biénio 2021-2023, com a aprovação, por maioria, da lista apresentada. Deste modo, para o próximo biénio na presidência da PROBASTO estará o Município de Mondim de Basto.

Refira-se que os Municípios de Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Mondim de Basto e Ribeira de Pena assumem rotativamente a presidência da direção desta estrutura intermunicipal, constituída em 1991, que visa a implementação de projetos que promovam o desenvolvimento rural.

No decurso da referida reunião do Executivo Cabeceirense foi ratificada, por unanimidade, a prorrogação dos prazos até ao próximo dia 18 de março para a submissão de candidaturas às Bolsas de Estudo (para alunos do primeiro e segundo ciclos do Ensino Superior) e candidaturas aos Auxílios Económicos (para os alunos do Ensino Secundário) referentes ao ano letivo 2019/2020, prorrogação esta que visa permitir aos requerentes mais tempo para a instrução dos processos de candidatura, dada a atual situação pandémica que dificulta a obtenção dos documentos necessários.

De entre outros assuntos, o Executivo Cabeceirense aprovou a concessão de um apoio à natalidade no montante de 500 euros, bem como um pedido de apoio financeiro a família Cabeceirense, que apresenta vulnerabilidade económica, para aquisição de um equipamento informático adaptado ao utilizador, ao abrigo do Regulamento da Concessão de Apoio a Estratos Sociais Desfavorecidos.

Adicionar comentário

Scroll