Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Presidente visitou obra de requalificação de Avenida no Arco de Baúlhe

Contactou com comerciantes e moradores

13 de janeiro de 2021
Presidente visitou obra de requalificação de Avenida no Arco de Baúlhe e contactou com comerciantes e moradores
O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, visitou esta manhã, dia 13 de janeiro, as obras de requalificação da Avenida Capitão Elísio de Azevedo, na vila do Arco de Baúlhe. Acompanharam o presidente da Câmara nesta visita os vereadores Carla Lousada e Pedro Sousa e o presidente da Junta de Freguesia, Carlos Teixeira.
O presidente da Câmara contactou com inúmeros moradores, comerciantes, taxistas e outras pessoas e o momento foi oportunidade para trocarem impressões sobre o desenvolvimento da obra e sobre o futuro daquele espaço requalificado e melhorado. A intervenção vai trazer benefícios importantes não só em termos da circulação de pessoas e veículos, como também no que diz respeito ao embelezamento do espaço público, melhoria das infraestruturas, instalação de mobiliário urbano, valorizando, assim e desta forma, muito significativamente, não só a Praça (nó viário) e a Avenida, como também todo o edificado (lojas e residências).

Apesar dos constrangimentos que uma obra desta natureza acarreta, o sentimento da população é de compreensão e boas expectativas, ansiando pela conclusão da empreitada. O presidente da Câmara agradeceu a colaboração de todos, referindo que os incómodos de hoje se traduzirão no bem-estar de amanhã.

A obra que compreende intervenções no Nó Viário e na Avenida até ao entroncamento com a Rua da Cerca Nova encontra-se, por agora, na primeira fase de trabalhos.

Com um montante global de investimento superior a 2,2 milhões de euros, a obra insere-se no Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS), sendo financiada por Fundos comunitários, através do Norte 2020.

Esta empreitada de grande envergadura na vila arcoense privilegia a circulação de peões, sendo assegurada, em toda a sua extensão, a circulação a pessoas com mobilidade reduzida, recorrendo-se, para o efeito, à elevação de passadeiras, construção de passeios largos e acessibilidade a todos os edifícios existentes ao longo da Avenida Capitão Elísio de Azevedo.

Depois de reorganizado, o nó viário será uma praça multifuncional com novo mobiliário urbano, espaços ajardinados e um anfiteatro ao ar livre. 

A obra deverá ficar concluída no segundo semestre de 2021.

Adicionar comentário

Scroll