Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

«A vida e obra de Camilo Castelo Branco pelas Terras de Basto» na Casa do Tempo

A mostra pode ser visitada até finais de 2021 de terça-feira a domingo

10 de setembro de 2020
«A vida e obra de Camilo Castelo Branco pelas Terras de Basto» na Casa do Tempo
A ligação de Camilo às Terras de Basto tem uma “breve duração” mas marcou definitivamente a sua vida e a sua obra literária com inúmeras referências a Cabeceiras de Basto, Ribeira de Pena, Mondim de Basto e Celorico de Basto.
A passagem de um dos maiores escritores portugueses pelas Terras de Basto está bem evidenciada na exposição ‘A vida e obra de Camilo Castelo Branco pelas Terras de Basto’ organizada pela Casa do Tempo de Cabeceiras de Basto que contou com a colaboração da Câmara Municipal de Ribeira de Pena, através do Ecomuseu de Ribeira de Pena – Casa de Camilo – Friúme. A mostra pode ser visitada até finais de 2021 de terça-feira a domingo.

Para além dos dados biográficos, das evidências da passagem e presença de Camilo por Terras de Basto plasmados na Literatura Camiliana, a exposição conta com a recriação da biblioteca de Camilo, enriquecida por uma marioneta representativa do renomado escritor.

Camilo Castelo Branco (1825 – 1890) foi um escritor português, romancista, dramaturgo, cronista, poeta, crítico e historiador. Um dos mais destacados escritores da literatura portuguesa do século XIX.

Cabeceiras de Basto mereceu a atenção do escritor que referenciou o concelho em ‘A Bruxa de Monte Córdova’ no conto ‘Como Ela o Amava’ da obra ‘Noites de Lamego’; em ‘Eusébio Macário’; em ‘A Corja’; e em quatro das oito narrativas que compõem o volume ‘Novelas do Minho’, designadamente ‘Maria Moisés’, ‘Gracejos que Matam’, ‘A Viúva do Enforcado’ e ‘O Filho Natural’.

Visite esta exposição, onde poderá ficar a conhecer melhor a história da passagem de Camilo pelas Terras de Basto.

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto agradece ao Município de Ribeira de Pena e ao Ecomuseu – Casa de Camilo – Friúme a cedência do valioso espólio que integra esta exposição sobre ‘A vida e obra de Camilo Castelo Branco pelas Terras de Basto’.

De salientar que Cabeceiras de Basto perpetuou a memória de Camilo Castelo Branco, atribuindo, há já vários anos, o seu nome a uma Alameda desta vila Cabeceirense.

Adicionar comentário

Scroll