Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Câmara Municipal continua a investir no Mosteiro

Aprovada abertura do concurso público para obra de restauro do antigo refeitório

12 de junho de 2020
Espaço Ilídio dos Santos - maquete
O Executivo ratificou dia 12 de junho, em reunião de Câmara, a abertura do procedimento do concurso público para a empreitada de ‘Restauro e Reabilitação do Antigo Refeitório do Mosteiro de S. Miguel de Refojos’. Nas últimas duas décadas funcionou no espaço o Auditório Municipal Ilídio dos Santos, dando agora lugar a um espaço polivalente e multifuncional – Espaço Ilídio dos Santos – espaço de receção aos visitantes do Mosteiro e que acolherá, igualmente, eventos culturais.
Com esta intervenção a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto pretende continuar a valorizar arquitetónica e patrimonialmente o Mosteiro de S. Miguel de Refojos.

No decurso desta reunião foram aprovadas, por unanimidade, as normas de participação no XIV Concurso Literário Nacional – Conto Infantil de Cabeceiras de Basto 2020, concurso que tem como objetivo promover o conto infantil e cujo principal objetivo é a valorização da cultura Cabeceirense, ao mesmo tempo que se promove a escrita criativa e se valoriza a expressão literária.

Os trabalhos deverão ser entregues na Câmara Municipal até ao dia 30 de setembro. O primeiro prémio, no valor pecuniário de 600 euros, será entregue ao autor do melhor conto. Para o segundo e terceiros classificados estão reservados prémios no montante de 350 e 250 euros, respetivamente. O regulamento estipula, ainda, uma distinção para o melhor jovem escritor, através da atribuição de uma menção honrosa no valor de 200 euros. Todos os contos a concurso deverão conter pelo menos uma alusão ao Mosteiro de S. Miguel de Refojos. Os vencedores do concurso serão anunciados no mês de novembro deste ano.

Por unanimidade, durante esta reunião, foi aprovada a proposta de alteração do Regulamento Municipal de Apoio à Iniciativa Empresarial nas Áreas Agrícola, Pecuária ou Florestal que estará, agora, em consulta pública pelo prazo de 30 dias.

Foi, igualmente, aprovada por unanimidade a proposta da Comissão Municipal de Toponímia de atribuição dos topónimos dos lugares de Água Redonda, Cucana, Cachada, Quinta da Mata, Cancela, Senra, Senhora de Fátima, Cernadela, Barrosão, Telhado, Salgados, Chacim, Cruz do Muro, Cerdeirinhas, Pena, Lameiros, Outeirinho, Soalheira, Cefra, Paçô, Carvalhosa e, ainda, alguns arruamentos da vila de Cabeceiras de Basto, todas da antiga freguesia de Refojos de Basto.

De referir que as escolhas de atribuição da toponímia tiveram por base os topónimos antigos dos lugares, a alusão a factos, motivos ou vivências das populações locais mas também e, em especial na vila, a vontade de perpetuar o nome de personalidades de relevo da história do Mosteiro de S. Miguel de Refojos como o Abade Comendatário D. Diogo de Murça, o entalhador da Igreja do Mosteiro Frei António José Vilaça e D. Gueda Mendes, nobre cavaleiro que no Séc. XII ofereceu o Cálice Dourado ao Mosteiro.

De entre outros assuntos foi aprovada a Consolidação das Contas do Município referentes ao ano de 2019; quatro pedidos de apoio à natalidade; bem como dois pedidos de certidão de desanexação.

Adicionar comentário

Scroll