Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Mais 19 apoios à natalidade e mais 7 incentivos à iniciativa empresarial e económica

Apoios demonstram preocupação da Câmara Municipal em garantir o desenvolvimento do território

29 de abril de 2019
Mais 19 apoios à natalidade e mais 7 incentivos à iniciativa empresarial e económica
O presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, entregou na sexta-feira, dia 26 de abril, 19 subsídios à natalidade num montante global de 9.500 euros. Acompanharam o presidente da Câmara nesta cerimónia que decorreu no Salão Nobre da Câmara Municipal, os vereadores Dr. Mário Machado, Dra. Carla Lousada e Eng. Pedro Sousa e presidentes das Juntas de Freguesia que receberam os bebés acompanhados dos seus pais.
Note-se que a Câmara Municipal tem vindo a atribuir, desde 2016, às crianças naturais deste concelho o incentivo à natalidade.

Na oportunidade, o presidente da Câmara, Francisco Alves, felicitou os pais beneficiários deste apoio, realçando a preocupação da Câmara Municipal em garantir a continuidade da comunidade e o desenvolvimento do território.

De salientar que os incentivos à natalidade revestem a forma de atribuição de um apoio financeiro de 500 euros sempre que ocorra o nascimento ou a adoção de uma criança. Com este incentivo, a Câmara Municipal pretende promover estímulos específicos que conduzam, por um lado, ao aumento da natalidade e, por outro, à melhoria das condições de vida das famílias residentes no Município.

Na mesma tarde, os autarcas entregaram mais sete apoios à iniciativa empresarial e económica nas áreas agrícola, pecuária ou florestal num montante global de 7.000 euros.

Os apoios à iniciativa empresarial e económica nas áreas agrícola, pecuária ou florestal materializam-se no valor de 1.000 euros cada para início ou reinício da atividade ao abrigo do art.º 9º do Regulamento Municipal de Apoio à Iniciativa Empresarial e Económica nas Áreas Agrícola, Pecuária ou Florestal.

Estes apoios pretendem, ainda, promover o empreendedorismo, melhorando a competitividade local e regional, travando a tendência para o despovoamento e a desertificação e para a fragilização, o estreitamento e a dependência de base económica.

Adicionar comentário

Scroll