Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Cabeceiras de Basto festejou 45 anos do 25 de Abril

Provas desportivas, teatro e concertos fizeram parte do programa

26 de abril de 2019
Cabeceiras de Basto festejou 45 anos do 25 de Abril
Cabeceiras de Basto evocou os 45 anos do 25 de Abril com uma Sessão Solene da Assembleia Municipal, ‘momento alto’ das Comemorações Municipais do 25 de Abril. Presidida pelo Eng. Joaquim Barreto, nesta Sessão Solene participaram, para além dos membros deste órgão deliberativo, o presidente da Câmara e vereadores, representantes das forças políticas, presidentes de Juntas de Freguesia, entre outras entidades militares e civis.
Devido às adversas condições climatéricas que se fizeram sentir esta manhã, a cerimónia do Hastear da Bandeira Nacional não contou com a guarda de honra dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses.

Na sua intervenção, o presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, lembrou que “as as nossas vidas, a nossa forma de estar e pensar, a nossa forma de ser e viver, têm a ver com o 25 de abril. Cada uma das nossas freguesias, o nosso Concelho e o País têm muito a ver com o 25 de Abril”. E continuou: “vivemos em liberdade porque os militares de Abril ouviram as vozes do povo”.

Referindo-se aos “movimentos” que têm surgido “um pouco por todo mundo” e “que nada mais defendem que o regresso ao passado”, Francisco Alves disse que “a hora é de defender o poder local, as juntas de freguesia e as câmaras municipais”, pois “a democracia, com todos os seus defeitos, é a melhor forma de organização da vida em sociedade”.

Recordando que “foi o 25 de Abril que nos abriu as portas da Europa”, o presidente da Câmara realçou que “homenagear o 25 de Abril é fazer um apelo à participação maciça, um apelo ao voto no dia 26 de maio, (…) independentemente das escolhas de cada um”.

O presidente da Assembleia Municipal, Eng. Joaquim Barreto, iniciou a sua intervenção afirmando que “é bom vivermos num país livre” e que “é um dever lembrar aos mais novos os valores e ideais de Abril”. Assegurando que “o Poder Local Democrático tem sido um exemplo se sucesso”, Joaquim Barreto elogiou “a ação de tantos Portugueses” que continuam “a lutar por Abril”.

Referindo-se à Europa, ao seu projeto e mais concretamente às eleições do próximo mês de maio, o presidente da Assembleia Municipal desafiou os autarcas “a mobilizarem-se pela Europa no combate à abstenção”. Declarando que “lutar pela democracia é um imperativo todos os dias”, Joaquim Barreto finalizou o seu discurso tal como começou: “é bom vivermos num país livre”.

Em representação da Bancada Municipal do PS, Domingos Machado começou por evidenciar os importantes factos históricos vividos em Portugal há 45 anos, recordando “os Heróis de Abril”, bem como os valores e os ideais de Abril que permitiram a Portugal ser hoje “um país aberto ao mundo”. Assegurando que “o nosso destino é a Europa”, Domingos Machado deixou a garantia de que “sem participação não há democracia”.

Em representação da Bancada Municipal do IPC, Vítor Carvalho, falou das conquistas de Abril, afirmando que “o 25 de Abril é do Povo”. “Mais do que apregoar Abril, é preciso praticar Abril”, acrescentou Vítor Carvalho, declarando que “é preciso reforçar os alicerces da democracia e da liberdade com políticas credíveis de médio e longo prazo”.

Para além das provas de atletismo e Corrida da Liberdade, organizadas pela ADIB, que juntaram na manhã de hoje meia centena de participantes, a noite de ontem ficou marcada pelo teatro com a encenação da peça ‘O Conto de um Peixinho Dourado’ protagonizado pelas crianças das Oficinas de Jogos Dramáticos do Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (CTCMCB).

O magnífico espetáculo que lotou o auditório da Casa da Juventude abordou os valores da liberdade através do universo poético do mar.

Esta tarde, a partir das 16h30, decorre na Casa do Tempo a Audição dos Alunos da Escola de Música da Banda Cabeceirense.

As Comemorações Municipais do 25 de Abril foram organizadas pelo Município Cabeceirense e contaram com a participação do CTCMCB - Centro de Teatro e ainda com a colaboração da Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto (ADIB) e da Banda Cabeceirense.

Adicionar comentário

Scroll