Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Exposição de Adriana Henriques para ver na Casa do Tempo

‘Luz, cor e silêncio’ que convidam à contemplação

15 de março de 2019
Exposição de Adriana Henriques para ver na Casa do Tempo
Foi inaugurada ontem, dia 14 de março, na Casa do Tempo de Cabeceiras de Basto, a Exposição ‘Luz, cor e silêncio no Mosteiro’ da artista plástica Adriana Henriques, momento que antecedeu a realização da Tertúlia História Local sobre ‘A Música, o Tempo e o Silêncio’, eventos integrados no programa cultural Mosteiro de Emoções.
Nesta exposição temporária, a artista utiliza o suporte em papel, aplica uma técnica mista (aguarela, pigmento, acrílico, tinta da china e líquido celuloso), resultando numa composição visual que remete para uma pintura em movimento, para uma linguagem abstrata, figurativa, orgânica, onde abundam elementos visuais poéticos, musicais e harmónicos e as cores quentes e frias, tudo coabitando no interior dos espaços misteriosos e sensíveis do Mosteiro, como se a ação se desenrolasse frente ao espectador, longe do olhar comum do observador.

“Aliar diferentes expressões culturais é conjugar diferentes conhecimentos e manifestações artísticas, é associar experiências que são colhidas a reflexões que são espoletadas e que enriquem e valorizam o nosso saber”, salientou o presidente da Câmara, Francisco Alves.

Coube ao Dr. José Peixoto fazer o enquadramento da obra, bem como o percurso da artista vieirense, Adriana Henriques, que é licenciada em Artes e Desenho.

Na oportunidade, a artista interpretou um ‘poema’ que trouxe a esta inauguração, performance baseada em vivências e meio natural do Mosteiro, dos monges beneditinos e dos caseiros que habitavam estas casas que, hoje, dão lugar à Casa do Tempo – Centro UNESCO.

Composta por 23 obras, a exposição ‘Luz, cor e silêncio’ é muito rica, vasta e convida à contemplação, estando patente ao público até ao dia 29 de março, na Casa do Tempo.

Adicionar comentário

Scroll