Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Feira levou Cabeceirenses até à Idade Média no centro da vila

Edição 2013 da Semana da Cultura, Ciência e Feira Medieval chegou ontem ao fim

13 de maio de 2013
Feira levou Cabeceirenses até à Idade Média no centro da vila
Chegou ontem ao fim, dia 12 de maio, mais uma edição da Semana da Cultura, Ciência e Feira Medieval de Cabeceiras de Basto, uma iniciativa que ao longo de sete dias promoveu exposições, concursos, teatro, poesia, música e dança, tertúlias, conferências, workshops, saraus culturais, uma Mostra Pedagógica, a Feira do Livro e a Feira das profissões, ideias e projetos e, ainda, a Feira Medieval.
Numa organização da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, empresa municipal Emunibasto, Basto Vida, Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, Externato de S. Miguel de Refojos, Passado Vivo e Associação Velha Lamparina, a edição 2013 da Semana da Cultura, Ciência e Feira Medieval terminou com um balanço positivo, quer pela adesão do público às iniciativas, quer pela promoção da cultura e da educação no nosso concelho.

O fim de semana, na Praça da República, em pleno centro da vila cabeceirense, foi dedicado à Feira Medieval, um evento que trouxe à Praça da República mostras de armas, rábulas teatrais, música e danças medievais, demostração de falcoaria e acrobacias, ceia medieval, cuspidores de fogo e ainda a encenação teatral da atribuição de D. Dinis em 1323 da carta a Martim Gil – Prior do Mosteiro de Refojos.

Nesta encenação teatral da atribuição de D. Dinis da carta a Martim Gil, de salientar a participação ativa do Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (CTCMCB), que levou o público a regressar ao passado, divulgando formas de estar e de viver próprias de épocas de outrora, apresentando quadros cénicos e históricos e estimulando o convívio e a confraternização entre a população desta Terra de Basto.

Trajados à época, os artistas levaram o público ao passado da Idade Média – uma sociedade organizada num sistema feudal, que se baseava na concessão de terras em troca de serviços e onde os cavaleiros juravam servir, com lealdade, os seus senhores e as terras, defender a honra das damas e colocar a sua vida ao serviço de Deus.

Foi este o clima que se viveu e se sentiu em Cabeceiras de Basto, evento ao qual se associaram os presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal, Eng. Joaquim Barreto e Dr. China Pereira, os vereadores Dr. Domingos Machado e Francisco Pereira, a diretora do Agrupamento de Escolas, Dra. Céu Caridade e restantes membros da direção, entre outros autarcas, convidados e público em geral.

O presidente da autarquia, Eng. Joaquim Barreto, congratulou-se com “a adesão muito significativa da comunidade educativa e restante público ao programa da Semana da Cultura, da Ciência e da Feira Medieval” organizado em parceria pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Emunibasto, Basto Vida, Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, Externato de S. Miguel de Refojos, Passado Vivo e Associação Velha Lamparina.


Adicionar comentário

Scroll