Bem-vindo/a a Cabeceiras de Basto

Conteúdo

Ministro da Agricultura nos 30 anos da Mútua de Basto/Norte

Ação meritória desta instituição de utilidade pública foi reconhecida por todos

11 de maio de 2018
Ministro da Agricultura nos 30 anos da Mútua de Basto/Norte
A convite da Associação de Desenvolvimento Rural – Mútua de Basto/Norte, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, participou ontem, dia 10 de maio, nas comemorações dos 30 anos desta distinta associação, cerimónia que foi presidida pelo Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Dr. Luís Capoulas Santos.
Estiveram, também, presentes nesta cerimónia o presidente da direção da Mútua de Basto/Norte, também ele presidente da Assembleia Municipal, Eng. Joaquim Barreto, demais dirigentes e colaboradores da Mútua de Basto, os presidentes das Câmara Municipais de Mondim de Basto e de Celorico de Basto, o vice-presidente da Câmara Municipal de Ribeira de Pena, o diretor Regional de Agricultura e Pescas do Norte, a Subdiretora-Geral de Alimentação e Veterinária, o presidente e o secretário-geral da Confagri, vereadores, presidentes de Junta de Freguesia e demais autarcas, entre outros convidados e público em geral.

Nas instalações da Mútua de Basto/Norte foi descerrada uma placa alusiva aos 30 anos da Mútua de Basto/Norte e à visita do Ministro da Agricultura.

Durante a sessão solene que decorreu no Auditório da Casa do Tempo e depois de felicitar a Associação pela passagem do seu 30º aniversário, o Ministro da Agricultura disse que a Mútua de Basto/Norte “é um exemplo para todo o país e um orgulho para a região”. O ministro enalteceu o trabalho e empenho dos dirigentes e dos colaboradores da Mútua, destacando o papel do Eng. Joaquim Barreto na liderança desta associação.

Na oportunidade e na presença de tantos associados e agricultores, o ministro anunciou que o Governo se prepara para aprovar o Diploma que estabelece novos direitos para os pequenos agricultores, seja ao nível da segurança social, da fiscalidade, entre outros, referindo que, num universo de 250 mil pequenos agricultores, se espera beneficiar 100 mil. “Temos que discriminar positivamente os pequenos agricultores e criar condições atrativas para fixar as populações”, sublinhou Capoulas Santos.

Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, felicitando também a associação pelos seus 30 anos, salientou que “os territórios são muito mais ricos e avançam mais rapidamente nos caminhos do progresso se tiverem associações e instituições empreendedoras e dinâmicas que promovam o desenvolvimento e sejam verdadeiros parceiros dos poderes públicos como é o caso da Mútua de Basto/Norte”.

Francisco Alves saudou todos os colaboradores da Mútua na pessoa do senhor presidente da direção, Eng. Joaquim Barreto, “pelos importantes contributos que têm dado em prol do desenvolvimento nos territórios onde a sua ação se desenvolve”.

O edil deixou, ainda, “uma palavra de reconhecimento ao Eng. Joaquim Barreto pelo seu empreendedorismo, dinamismo e visão estratégica que permitiu a esta associação assumir um papel crucial no progresso do setor rural nas Terras de Basto”, afirmando que “é com enorme satisfação que o Município conta com a Mútua de Basto/Norte como parceira”.

Em 2013, na passagem do seu 25º aniversário, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto atribuiu a Medalha de Mérito Público à Mútua de Basto/Norte “reconhecendo a importância da sua ação. Esse reconhecimento é hoje aqui reafirmado”, finalizou Francisco Alves.

O presidente da Mútua de Basto/Norte, Eng. Joaquim Barreto, falou dos objetivos que estiveram na génese da associação e lembrou alguns dos aspetos relevantes da ação da Mútua, caracterizando, ainda, a evolução da associação até aos dias de hoje. Nas suas palavras, Joaquim Barreto destacou toda a colaboração que é dada aos agricultores, salientando, igualmente, a cooperação com os diferentes serviços regionais. “São parcerias muito importantes que pretendemos manter, no sentido de continuar a melhorar e a alargar os nossos serviços, dando-lhes dimensão”, sublinhou Joaquim Barreto, garantindo que a Mútua de Basto/Norte continuará a ser “um agente ativo do desenvolvimento rural”. E finalizou: “ quem tem raízes e história tem futuro”.

A Mútua de Basto/Norte é uma instituição de utilidade pública que começou por desenvolver atividades muito ligadas ao setor primário mas que foi evoluindo para outros serviços e apoios, não só na estrutura de gestão das unidades agrícolas, mas também na formação, no apoio e consultadoria aos promotores de iniciativas empresariais e na área dos seguros.

A sua ação meritória tem contribuído para a valorização do potencial humano, para a fixação das pessoas e para a melhoraria das suas condições de vida.

De referir, ainda, que, no final, durante um verde de honra que foi servido aos convidados, cantaram-se os parabéns à Mútua de Basto/Norte.

Adicionar comentário

Null
Cabeceiras
Yahoo! Weather
  • Null
  • Null
  • Null
  • Null
Scroll